Oi, gente!


Título Original: Sure Signs of Crazy
Ano: 2013
Lançamento Brasil: 2014
Editora: Intrínseca 
Páginas: 252
Autor(a): Karen Harrington  
Nota: 9.0/10

Sinopse: Você nunca conheceu ninguém como Sarah Nelson. Enquanto a maioria dos amigos adora Harry Potter, ela passa o tempo escrevendo cartas para Atticus Finch, o advogado de O sol é para todos. Coleciona palavras-problema em um diário, tem uma planta como melhor amiga e vive tentando achar em si mesma sinais de que está ficando louca. Não é à toa: a mãe tentou afogá-la e ao irmão quando eles tinham apenas dois anos, e desde então mora em uma instituição psiquiátrica. O pai tornou-se alcoólatra. Prestes a completar doze anos, Sarah sente falta de um pai mais presente e das experiências que não viveu com a mãe, está preocupada com a árvore genealógica que fará na escola e ansiosa porque seu primeiro beijo de língua ainda não aconteceu. Tragédia e humor combinam-se de forma magistral nesta incrível história sobre a aventura que é crescer.

Sarah Nelson é uma garotinha de doze anos muito mais madura do que todas outras crianças que conhece nessa mesma faixa etária. Sarah gosta de ler livros, adora palavras e sempre arruma uma pra ser sua favorita. Além desse diferencial, ela tem um enorme que a destaca de todas as outras pessoas que conhece: seu irmão gêmeo morreu quando tinha dois anos. Na verdade, sua mãe tentou matá-la quando ela tinha dois anos junto com o irmãozinho gêmeo, Simon. Sarah sobreviveu, e hoje em dia vive fugindo de repórteres e mentindo sobre sua mãe para todos que não conhecem sua história.  


Quando eu ficar velha, com setenta anos, garanto uma coisa: minhas mãos estarão sempre ocupadas escrevendo.


O livro se passa no verão de Sarah, nas férias, onde ela tenta solucionar dois problemas: 1) não ter que passar o verão inteiro na casa dos avós, e 2) Como fazer para não ter que entregar um trabalho de árvore genológica na escola, agora que ela está no sétimo ano e o trabalho é obrigatório. Além de tudo Sarah fez um trato com a melhor amiga: beijar um garoto nas férias. 


Livros não estragam. Não azedam como leite, que é preciso beber dentro do prazo de validade.




Por que "Claros Sinais de Loucura"? 

Bem, ao longo do livro nós vamos percebendo que Sarah procura em suas ações algum sinal de loucura que possa ter herdado da mãe - que se encontra internada num hospital psiquiátrico, e quem não vê há quase dez anos. Sarah fala com uma planta, que considera amiga. Sobe em cima do toco de uma árvore para observar seus vizinhos. Tem dois diários: um verdadeiro e um falso - o qual ela deixa exposto. Escreve cartas para um personagem fictício; conversa com o irmão morto através de sonhos, etc. Tudo isso contribui pra Sarah pensar se pode ou não ter herdado o gene louco da mãe. 

Meu pai diz que sou a pessoa mais corajosa que ele já conheceu. Isso vai direto para aquele lugar secreto de mim, onde guardo minhas palavras favoritas.



Amor pode ser uma palavra-problema para algumas pessoas. Loucura também. Eu sei bem. 

Ao decorrer da leitura percebemos que existem algumas palavras-problema no vocabulário de Sarah e que são raramente mencionadas, sendo assim substituídas por sinônimos. Palavras como Louca e Bêbado. 

Nós acompanhamos os pensamentos de Sarah sobre tudo isso numa escrita agradável e as vezes inocente, como se espera de uma criança de doze anos. Mas não é nada infantil. O livro é, como a personagem principal, muito maduro e 'adulto', com sentimentos reais e dignos de uma pessoa bem mais velha que Sarah. A maneira como ela enfrenta os problemas e traumas me impressionaram e fizeram amar a personagem mais e mais a cada página.


Descobri que é preciso escolher ter coragem todos os dias, como se escolhe a camisa que vai vestir. Não é automático.


Um dos melhores livros que li no ano - com certeza! Gostaria que tivesse durado mais. 

Depois disso, só me resta sentir saudades da vida de Sarah, do seu pai problemático, das maçãs da sra. Dupree, do Finn e sua namorada - dicionário e enfim! 

Leitura recomendada à todos. Tenho certeza que quem ler esse livro vai se sentir cativado por sua personagem principal, e vai lembrar da leitura pra a vida inteira!


2 Comentários

  1. Oláaaa
    não conhecia o livro!
    mas saber que foi uma das melhores leituras do seu ano... me deixou super curiosa!
    e essas quotes? Adorei!

    Um beeijo Lara.
    Blog Meus Mundos no Mundo | | Página Coração Furta-Cor

    ResponderExcluir