Título Original: L'amore non fa per me
Autor(a): Federica Bosco
Editora: Bertrand Brasil
Ano: 2007
Lançamento Brasil: 2014
Páginas: 276
Nota: 4/5

Sinopse: Monica está de partida para a Escócia, onde seu namorado Edgar a espera. Todos os seus sonhos estão prestes a se realizar: vai viver com o homem que ama, seu livro será publicado e a perspectiva de uma nova carreira a deixa bastante empolgada. Mas, de repente, tudo ameaça ruir: a cidadezinha onde vai morar fica no meio do nada e o novo emprego em um jornal local não é nada interessante. Além disso, a convivência evidencia os “pequenos defeitos” de Edgar, o relacionamento com a sogra é turbulento e, de vez em quando, David, uma antiga paixão, manda mensagens sedutoras. Conseguirá Monica finalmente encontrar o equilíbrio e reconquistar a felicidade?Em O amor não é para mim, Federica explora toda a sua irreverente ironia, elaborando um romance leve e comovente sobre os sentimentos e desejos das jovens mulheres – pelo menos daquelas que não param de sonhar com o grande amor.

Resenha

Bem... esse é o segundo livro de uma 'trilogia' (A Aventura Sentimental de Mônica), e eu não li o primeiro volume, mas isso não tem problema nenhum nesse caso, pois eu entendi tudo perfeitamente, não tive dificuldade alguma. 
A história se desenrola bem, não sei se foi por que li o livro inteiro em menos de vinte e quatro horas, mas senti as coisas indo bem rapidamente, e esse é um ponto positivo: nada de enrolação. 
A edição do livro é muito parecida com os livros da Marian Keyes, mas é só isso: a história, mesmo sendo aquela bem clássica dos chick-lits, não se parece com o desenrolar das histórias da Marian. Talvez eu esteja dizendo isso como 'fã' da M.K, mas ok.

 Instagram


Personagens: Monica não foi minha favorita no livro, mesmo sendo a personagem central: eu a achei um pouco chorona demais, as vezes parecia mimada e não deixava o pobre Edgar em paz. Edgar também não ganhou minha afeição total: quem, pelo amor de Deus, não passa nem duas horas acordado em casa? Sem falar em todas as manias estranhas causadas pela morte da primeira mulher, Rebecca, que morreu sete anos atrás. David: Bem, ele aparece pouco nesse livro, sinto que no primeiro ele apareceu mais, então não sei o que achar realmente dele, mesmo que tenha gostado muito do personagem nesse volume, a Mônica fala tão mal dele, fica tão em dúvida das palavras dele que fico insegura em achar ele bonzinho. Os amigos de trabalho de Mônica foram os que mais gostei na história toda: Siobhan e Niall, mesmo mal aparecendo, eu vibrava quando eles estavam em cena. 
Cheio de reviravoltas interessantes, o livro nos mostra que devemos seguir nossos sonhos, mesmo que tudo pareça estar dando errado. 

É isso que me intriga na vida: mesmo quando tudo dá errado, pode acontecer alguma coisa que revoluciona todos os seus planos suicidas e a vida segue. 

Federica Bosco se mostrou uma ótima escritora. Eu, que não conhecia suas obras, pretendo terminar a Saga de Mônica e ver se um dia o amor estará lá para ela. 

Espero que tenham gostado da resenha, e se seguirem a dica de leitura, espero que se divirtam tanto quanto eu. :) <3

Leia também:

2 Comentários

  1. Fiquei curiosa pelo livro.. N tinha ouvido falar dele mas cho q vou gostar!!
    E a capa realmente lembra marian keyes,. Ate pq é da mesma editora!
    Forever a Bookaholic
    Curta a página do blog

    ResponderExcluir
  2. Olááá!
    fiquei curiosa! Adoro livros nesse estilo, sempre nos rendem BOAS risadas!
    adorei a resenha. fiquei com vontade de ler! não li nada da M.K. AINDA, mas a capa logo de cara me lembrou dela!

    Um beeijo Lara.
    Blog Meus Mundos no Mundo | | Página Coração Furta-Cor

    ResponderExcluir