Selecionei alguns filmes que tratam sobre drogas que assisti e adorei. As sinopses vão vir com minhas opiniões, para estimular a assistir quem ainda não assistiu, ou a colocar sua opinião aqui também! Como quero fazer detalhado, não vou colocar todos os filmes aqui para deixar super grande e cansativo de ler. Fiquem com o segundo filme. PODEM LER A VONTADE, ESTOU CONTANDO SOBRE O FILME, MAS SEM SPOILER.

 Trainspotting
"Escolha viver. Escolha um emprego. Escolha uma carreira, uma família. Escolha uma televisão enorme. Escolha lavadora, carro, CD Player e abridor de latas elétrico. Escolha saúde, colesterol baixo e plano dentário. Escolha viver. Mas por que eu iria querer isso? Escolhi não viver. Escolhi outra coisa. Os motivos? Não há motivos. Quem precisa de motivos quando tem heroína?”. 

Essa é a frase épica de Renton no começo do filme, e além de nesse mundo de filmes sobre droga, o "mais amável" e o que se diz ser "pesado" a MAIORIA concordar ser "Requiem for a dream" (que no caso já tem review aqui), EU DISCORDO. O outro filme é EXCELENTE, porém "Trainspotting" é meu amor. Motivos: são personagens muito atípicos, e basicamente o filme se dedica a contar porque especificamente Renton e seus "amigos" frequentam o mundo do vício da heroína.


A história é sobre um grupo de amigos que são da Escócia, e que fazem de tudo para manter o vício em heroína, e com o passar, essa amizade vai se dissolvendo, e todos "marcham para a autodestruição". Menos Renton.
Ele é de 1996, e foi baseado num livro. E como Renton disse: faça tudo para procurar a felicidade, e a felicidade dele era a droga, era sair da realidade.
Sai tanto da realidade que no filme temos um exemplo: durante o filme, Renton e seus amigos vão até um espaço tomar uma dose de heroína, e lá temos um filho, bebezinho de uma viciada que morre por não ganhar cuidados básicos, eles apenas esquecem do bebê por culpa da droga.
 Daí vem aquela parte clichê em que o protagonista sai do vício e começa a trabalhar, ter uma casa zZzZzZzZ. PORÉM, seus "amigos" conseguem vender alguns quilos de heroínas para uns caras ricos,e claro, ele contribui E...


O diretor é Danny Boyler (o mesmo de "Quem quer ser um milionário", que eu adorei).
E antes que me esqueça, essa ao lado, foi uma "namoradinha" de Renton. 
Esperava que ela desse uma reviravolta na vida dele, e vice-versa, mas não.
Acontece que depois, parei para pensar, e ela também foi um dos casos de procurar felicidade. Procurou felicidade nela, e não achou, SÓ PROBLEMAS, ALIÁS. e.e

Besitos... Assitam. Dê opinião.
 

7 Comentários

  1. Nem assisti o filme e você já me fez me apaixonar. Por algum motivo, desde Christiane F, eu me apaixonei por filmes/livros do gênero (será que tenho tendências suicidas ou algo do tipo?). Vou logo baixar esse filme, fiquei mesmo muito curiosa, obrigada pela dica. Beijos

    http://desfocandoideias.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahaha! Muito bom ouvir isto! Bom... Não sei, só sei que amo também (tanto é que estou a fazer um "especial")... Enfim, este é o meu preferido de todos *-*

      Excluir
  2. Olá!
    Eu adoro esse tipo de filme, e ainda não conhecia esse. Aparentemente ter partes bem fortes, fiquei interessada!

    Beijos, Fer.
    http://viciosemtres.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Li a frase que ele fala no começo do filme e achei bem interessante e inusitada. Como não querer ver um filme em que o diretor fez Quem quer ser um bilionário? Fiquei curiosa.

    memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os dois filmes são maravilhosos ^^ Trainspottin é meu amor eterno!

      Excluir
  4. Érica, ainda não assisti aos filmes. Mas gosto da temática, pois geralmente trazem muitas lições rs

    Beijos,
    Caroline, do criticandoporai.blogspot.com

    ResponderExcluir