Oi, gente! 
Voltando com as resenhas aqui pra vocês, de um dos livros que me fez sair da ressaca literária (amém). Eu estava sem ler direito desde janeiro, então foi um alívio. O livro é Anexos, da Rainbow Rowell, mesma autora de Fangirl e Eleanor&Park


Autora: Rainbow Rowell
Num. de páginas: 219 | Editora: Novo Século
Ano de Lançamento Brasil: 2014 
Beth Fremont e Jennifer Scribner-Snyder sabem que alguém está monitorando seus e-mails de trabalho. (Todo mundo na redação sabe. É política da empresa.) Mas elas não conseguem levar isso tão a sério, e continuam trocando e-mails intermináveis e infinitamente hilariantes, discutindo cada aspecto de suas vidas. Enquanto isso, Lincoln O'Neill não consegue acreditar que este é agora o seu trabalho - ler os e-mails de outras pessoas. Quando ele se candidatou para ser "agente de segurança da internet", se imaginou construindo firewalls e desmascarando hackers e não escrevendo um relatório toda vez que uma mensagem esportiva vinha acompanhada de uma piada suja. Quando Lincoln se depara com as mensagens de Beth e Jennifer, ele sabe que deveria denunciá-las. Mas ele não consegue deixar de se divertir e se cativar por suas histórias. No momento em que Lincoln percebe que está se apaixonado por Beth, é tarde demais para se apresentar. Afinal, o que ele diria...?

Anexos, ou Attachments, no título original, foi o primeiro livro lançado pela Rainbow, mas só chegou aqui no Brasil depois de outros dois. Eleanor&Park fez a autora ficar mundialmente conhecida. Aqui no Brasil sua fama se espalhou rapidamente e logo foi lançado Fangirl e Anexos, e mais recentemente, Ligações (que talvez ainda esteja em pré-venda, mas uhu!). Ela é sucesso garantido!, não se pode negar. E seus livros tem uma linguagem incomum... são YA, tratam de assuntos juvenis e são diretos. Mas no caso de Anexos, os personagens principais não são tão jovens. Tem em torno de vinte e sete anos e já têm empregos - chatos - e alguns são até casados. 


Nesse primeiro livro - ou terceiro, em ordem de lançamento no Brasil - Rainbow nos apresenta três personagens: Beth, Jennifer e Lincoln. Não somos devidamente apresentados às duas personagens femininas. Pelo menos não tanto quanto à Lincoln, pois ele é, querendo ou não, a base e o centro da história - embora eu prefira a Beth e Jen, mas chego nisso depois. 
Lincoln é um "perdedor" que ainda mora com a mãe e joga D&D com seus amigos todo sábado a noite, enquanto outros jovens/adultos estão felizes em festas ou em casa com namoradas, é isso que Lincoln faz. Ele então arruma um emprego para monitorar coisas impróprias que acontecem nos computadores de um jornal, e isso lhe dá o direito de checar os sites que os funcionários entram, e os e-mails trocados entre eles, já que isso é proibido pela política do Jornal. 
E é aí que Beth e Jennifer entram. 
Elas são funcionárias do jornal e trocam vários e vários e-mails pessoais entre si. Elas são hilárias. Eu adorei acompanhar suas vidas de seus pontos de vista, e entendo por que Lincoln não as denunciou. 


Minhas Impressões 

Como eu disse antes, ao contrário dos outros livros da RR, esse não trata de adolescentes confusos e sem rumo. Trata de adultos - ok, um pouco sem rumos - e assuntos mais maduros. Lincoln mora com a mãe, que é uma personagem super engraçada na história, e relevante. Não é só aquela figura de mãe que está lá para tapar um buraco. Ela aparece várias vezes e faz diferença na vida de Lincoln. Assim como sua irmã, que de um jeito ou de outro, acaba mudando sua vida, ou suas decisões. Achei a construção dos personagens, tanto os primários quanto os secundários muito boa. Rainbow sempre se dá muito bem com isso. 
E construídos os personagens, temos Jennifer e Beth, duas funcionárias de um jornal, que fazem muita coisa na hora que deveriam estar trabalhando. Discutem a vida pessoal, casamento, gravidez, os outros colegas de trabalho e a vida em geral. Elas são hilárias, e eu lia muito rápido as partes do Lincoln, só para poder ler mais sobre elas! Fiquei triste quando acabei a leitura e me dei conta de que não teria mais elas por "perto". 


A história começa a se desenrolar quando Lincoln percebe que está se sentindo "atraído" por uma das mulheres dos e-mails que ele tanto lê, mesmo sem nunca tê-la visto. E quando ele percebe, pelas conversas que as duas mantêm, que a garota que ele gosta o acha bonito - ela apelida Lincoln de Meu Cara Fofo (MCF) - ele começa a criar esperanças. 
Mas como chegar numa pessoa que você já praticamente conhece a vida toda, sem soltar pra ela que leu seus e-mails?
Nem Beth nem Jen sabem no que Lincoln trabalham. Elas apenas vêem ele por aí no jornal e ficam especulando sobre. É beeeem engraçado ler suas conversas por que nos identificamos. É exatamente daquele jeito que conversamos com nossos amigos(as)
Mais pontos positivos: a história se passa em 1999/2000. Eu AMO histórias que foram escritas e/ou se passam nos anos '90. Amo, amo, amo. É perceptível a diferença. O não-uso do celular ou computador o tempo todo. A tecnologia ainda em avanço. E nesse caso, a virada do século, que é falada no livro como uma coisa espetacular (meu deus, os anos '00!). Adorei

Bem, gente, dá pra notar que eu gostei muito dessa leitura, e ela me ajudou bastante a sair de um período ruim em relação com os livros. 
Como alguns capítulos são escritos em e-mails, é bem fácil avançar nas páginas, então a leitura pode ser concluída em dois ou três dias (em um dia talvez, se você for um daqueles avatar). 

Avaliação: ♥ ♥ ♥ ♥

É isso, gente! Espero que tenham gostado. Beijos! E até a próxima. 

NOVIDADE!!! YAY!
Acompanhem o canal! 
É só clicar >>>> YouTube
Sempre atualizado, toda quarta e domingo!







4 Comentários

  1. Oi Renata, tudo bom? Acredita que nunca li nada da RR? Kkk sou uma ser de outro mundo, eu sei. Mas isso se deve ao fato de que Eleanor & Park não ter me chamado a atenção. Já Fangirl eu li tantos comentárioa negativos que simplesmente não me interessei.
    Gostei da sua resenha e me interessei por Anexos, parece ser bem interessante e eu também gosto muito de histórias que se passam em décadas passadas
    Beijos, lendocomabianca.blogspot. com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você precisa ler, Bia! Urgente KAJSLKAJS RR é linda <3

      Excluir
  2. Oi Renata! Um prazer conhecer teu blog! ainda não conheço muito esta autora, só li Eleanor &Park gostei da história mas acho que não dá pra formar opinião ainda! Sobre este livro que você resenhou fiquei com vontade de ler! ^^ Gostei muito da forma que você resenhou. Uma linguagem simples e bem objetiva!

    Já guardei na minha listinha de desejados. rsrs Eita que esta lista não para de crescer!
    Ah!! Muito grata por sua visita lá no meu blog!

    Beijo grande!

    Pensamentos Valem Ouro

    ResponderExcluir
  3. Esse é o primeiro livro da Raibow que leio. Caramba, eu gostei muito e me diverti com os três principais, embora tenha ficado (um pouco) decepcionada, ela enrolou tanto para apresentar o casal um ao outro, foi tão corrido que não deu para saber se os dois combinam juntos ou não... Sabe, não deu pra ter aquele gostinho de: Ah, ele realmente acertou e os dois são ótimos juntos!
    Mas recomendo mesmo assim, quero ler FANGIRL também.

    Bjs

    https://parasemprelilo.wordpress.com/

    ResponderExcluir