Violet Markey tinha uma vida perfeita, mas todos os seus planos deixam de fazer sentido quando ela e a irmã sofrem um acidente de carro e apenas Violet sobrevive. Sentindo-se culpada pelo que aconteceu, a garota se afasta de todos e tenta descobrir como seguir em frente. Theodore Finch é o esquisito da escola, perseguido pelos valentões e obrigado a lidar com longos períodos de depressão, o pai violento e a apatia do resto da família.
Enquanto Violet conta os dias para o fim das aulas, quando poderá ir embora da cidadezinha onde mora, Finch pesquisa diferentes métodos de suicídio e imagina se conseguiria levar algum deles adiante. Em uma dessas tentativas, ele vai parar no alto da torre da escola e, para sua surpresa, encontra Violet, também prestes a pular. Um ajuda o outro a sair dali, e essa dupla improvável se une para fazer um trabalho de geografia: visitar os lugares incríveis do estado onde moram. Nessas andanças, Finch encontra em Violet alguém com quem finalmente pode ser ele mesmo, e a garota para de contar os dias e passa a vivê-los.



Título: Por lugares incríveis
Autor: Jennifer Niven
Editora: Seguinte
10/10


Olá!! Estou aqui para mais uma resenha!

Esse livro foi tipo um tapa na cara.

Ele foi o livro que me deu a famosa ressaca literária, pois foi um livro que me abalou tanto, que queria apenas ficar deitada fazendo nada (meio (TOTALMENTE) pessoal, hein...).

Enfim, apenas queria dizer que até agora não li nada com muita vontade, e tenho vontade de ler esse livro todos os dias.

Vamos aos personagens dessa trama.

Finch é um garoto já não muito a fim de viver. Tinha lá os seus caos, ninguém demonstrava amor ou até mesmo consideração por ele. Era sempre o estranho que nunca tinha amigos.

Na verdade, ele diz que não tem amigos, mas tem ao seu lado duas pessoas, porque elas foram as únicas que não jugaram-no.

Violet era totalmente o oposto de Finch. Era social, e na visão de todos ela era e tinha uma vida perfeita. Depois do acidente em que ela estava envolvida, e sua irmã acabou morrendo, ela ficou muito mal, o pior é que seu luto estava quase a completar 1 ano, e ela não tinha superado ainda.

Violet se culpava pelas coisas ocorridas e guardou toda a sua mágoa em si.

Finch era do tipo que sempre se perguntava se o dia estava ótimo para morrer, e nunca conseguia levar adiante seu suicídio. Num desses dias, quando ia se jogar de cima de uma torre, Violet estava lá também. 

Todos ficaram preocupados, mas foi com ela. Para salvá-la, Finch finge uma cena em que no caso, quem era o heroi ali era ela.

O garoto ficou fascinado por ela, e numa aula de geografia onde eles tinham um trabalho para fazer, ele forçou uma dupla com Violet (que no começo não gostou nada).

Acontece que a aproximação deles foi indo aos poucos, e enquanto isso acontecia, conhecíamos cada personagem de um jeito bem pessoal (cada capítulo contado por um personagem).

Você sente cada um dos personagens: suas angústias, seus medos.

Esse livro é do tipo que te mostra que nem sempre as pessoas são como aparentam. Finch não é nada daquilo que as pessoas dizem (MUITO pelo contrário, ele é a melhor pessoa) e Violet parece mesquinha, mas ela é um amor.

O jeito que o livro flui dá vontade de ler e não parar (o que fiz, ele foi para a maratona 24hrs).

Você vai amando e amando a cada página, e achei o final fantástico.

A autora escreve muito bem, soube transmitir tudo, e soube me passar muita tristeza com o final. LEIAM APENAS QUANDO ESTIVEREM NUM PERÍODO BOM.

Ainda estou na ressaca, não sei quanto tempo ficarei nessa vibe!

DÁ PARA NASCER UM LIVRO QUE ME ABALE TANTO QUANTO ESTE. FAVORITO! 






8 Comentários

  1. Estou louca para ler esse livro.
    Amei a resenha. Também acho que vou ficar de ressaca kkkkk

    Beijos

    Coleções Literárias

    ResponderExcluir
  2. Oi,Érica
    Gostei muito da resenha, realmente eu preciso desse livro
    Acho que já tinha passado por ele na Fnac mas não levei, agora já sei que tenho que voltar lá.kkkk

    Beijos
    aasleep.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, é um livro muito lindo e triste ao mesmo tempo

      Excluir
  3. Oi Érica, tudo bem?
    Todo mundo elogia esse livro e você dizer que nunca nenhum livro lhe prendeu a atenção como esse e que não dá vontade de parar de ler é maldade, só me deixou com mais ansiedade por essa história. Não vejo a hora de ter essa oportunidade. A resenha ficou ótima.
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oie, Érica! Eu fiquei de ressaca com esse livro tbm, mas só percebi um tempo depois. Acho que foi pq ele foi o livro que melhor abordou a temática do suicídio entre os livros que já li! Vc já leu "Mentirosos"? Acho que pode gostar! Não tem nada a ver com Por Lugares Incríveis, mas é uma leitura viciante do mesmo jeito! Bjs

    www.bibliophiliarium.com

    ResponderExcluir