Oi, gente!

Hoje é dia de mais uma resenha para preencher o BEDA. 
Já escrevi por aqui resenhas de cada livro da série Os Bridgertons. Hoje é a vez do último que li, O Conde Enfeitiçado. O livro rendeu várias emoções e, até agora, acho que foi o mais diferenciado da série. Vem saber o porquê!

Título Original: When He Was Wicked
Autor(a): Julia Quinn
Lançamento Brasil: 2015
Páginas: 290
Editora: Arqueiro
Sinopse: Toda vida tem um divisor de águas, um momento súbito, empolgante e extraordinário que muda a pessoa para sempre. Para Michael Stirling, esse instante ocorreu na primeira vez em que pôs os olhos em Francesca Bridgerton. Depois de anos colecionando conquistas amorosas sem nunca entregar seu coração, o libertino mais famoso de Londres enfim se apaixonou. Infelizmente, conheceu a mulher de seus sonhos no jantar de ensaio do casamento dela. Em 36 horas, Francesca se tornaria esposa do primo dele. Mas isso foi no passado. Quatro anos depois, Francesca está livre, embora só pense em Michael como amigo e confidente. E ele não ousa falar com ela sobre seus sentimentos – a culpa por amar a viúva de John, praticamente um irmão para ele, não permite. Em um encontro inesperado, porém, Francesca começa a ver Michael de outro modo. Quando ela cai nos braços dele, a paixão e o desejo provam ser mais fortes do que a culpa. Agora o ex-devasso precisa convencê-la de que nenhum homem além dele a fará mais feliz.

Sobre o livro

O sexto romance da série Os Bridgertons não precisa de introdução. A numerosa família em ordem alfabética já é muito bem conhecida, e, se você ainda não conhece, certamente já estará bem acostumada com as falas inteligentes, as tiradas sarcásticas e as armações e paixões dessa família quando começar a ler O Conde Enfeitiçado

Nesse livro, conhecemos Francesca, a sexta filha. Francesca é casada com John, mas a história dos dois é muito curta para poder ser contada. Depois de dois anos de um casamento amoroso, John parte, deixando Francesca viúva e inconsolável. Ela encontra um fio de conforto em seu melhor amigo, que acontece de ser também o primo de John e próximo Conde de Kilmartin, Michael. O único problema nessa dupla é a paixão que Michael nutre pela mulher de seu primo. Um pecado muito sujo para ser perdoado.

E, sabendo muito bem disso, Michael não busca se torturar: o rapaz viaja para a Índia, onde passa quatro anos. Nesse meio tempo, Francesca administra as propriedades como a condessa de Kilmartin e, em algum momento durante os anos, decide sair do luto. Já que seu sonho é ser mãe, ela volta a se mostrar disponível durante as festas da alta sociedade. E como uma Bridgerton, Francesca, mesmo depois de anos reclusa, é bastante disputada. 

E é nesse momento que o primo de seu falecido marido retorna. Michael está nas redondezas novamente, e, ao encontrar sua amada sendo cortejada por tantos rapazes, percebe que os quatro anos na Índia não afastaram sua paixão. 

O que, antes, era apenas uma amizade bem resolvida, começa a sofrer com a tensão que se forma entre Michael e Francesca. O primeiro, que sabia muito bem como disfarçar seus sentimentos, se vê encurralado pelo destino. Francesca precisa ser sua. E para isso, ele não esconderá mais tudo o que prende no peito. Depois de muita reviravolta em seus corações, Michael e Francesca viverão uma paixão confusa e intensa. O espírito de John ainda vive em ambos, então a questão é muito mais profunda do que simplesmente embarcar nesse sentimento sem culpa. Há um grande "mas" no meio dos dois. Eles só precisarão descobrir como se livrar, ou conviver, com isso. 

Minhas impressões


Julia Quinn nos presenteou com personagens cativantes e intensos. Principalmente se tratando de Michael, que é um mocinho tão apaixonante quanto o adorado Colin Bridgerton. Ele consegue mostrar que é íntegro, mesmo sofrendo com algo como uma paixão arrebatadora. Francesca Bridgerton era um mistério para mim, até esse livro. Ela não aparecia muito nos outros volumes da série, sendo apenas mencionada em alguns, mas foi interessante conhecê-la depois de tanto tempo de expectativas. 

O ponto positivo desse livro é o desvio que temos dos outros volumes.  O romance parte de dois personagens que já se conhecem e se entendem muito bem. A relação muda, se transforma, evolui durante todo o livro. Não é como algo novo, tentador. É mais uma briga interna entre a razão e o coração. E se alguém pode fazer isso muito bem, esse alguém é a Julia. 

Para mim, o ponto negativo foi a pouca aparição que o restante da família faz no livro. Senti falta da "barulheira" que eles causam. As cenas em que aparecem um ou outro é pequena, e nunca estão em conjunto. Eu adoraria ter lido mais sobre todos juntos. 

Ao todo, recomendo o livro. Até para quem não leu nada dos Bridgertons: o livro só dá um spoiler sobre um outro livro da série, mas é rápido e pode facilmente ser esquecido. Para aqueles que já amam a série: vocês também vão amar esse volume. 
Bem, gente, é isso. Espero que tenham gostado do resumão. Até o próximo post.

9 Comentários

  1. Sou doida para ler um dos livros da Julia, mas comprei tantos esse anos que não encontro momento para ler os dela, essa sua resenha me deixou super curiosa.
    http://souadultaagora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahaha compre ano que vem! vale a pena em qualquer época :)

      Excluir
  2. Nossa essa série é muito longa hehehe. Não sou muito fã de histórias de época, apesar de adorar os detalhes na escrita, onde podemos conhecer bem os locais e figurinos :)

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Confesso que comecei a ler romances de época depois da Julia, e amo! :)

      Excluir
  3. E eu que ainda não comecei esta série, acredita? Sei que to perdendo tempo (e jurei pra mim mesma que tentaria ler romance de época este ano).
    Bela resenha!
    Beijinhos,
    Alice
    www.wonderbooksdaalice.com

    ResponderExcluir
  4. Oi, Renata! Já está chegando no final da série, né?! Vi muitas resenhas a respeito do último livro, todo mundo já saudoso. Tenho muita vontade de conhecer essa família e a tão elogiada escrita da Julia.

    Beijos, Entre Aspas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Está sim! Ai, nem quero ver o último... lágrimas e mais lágrimas hahaha mas pelo menos terá uma nova série sobre a família antes dessa. Espero que seja tão boa quanto.
      beijão

      Excluir
  5. uauuu!! não li ainda livros da Julia,mais me falam coisas maravilhosas dos livros dela!!
    amei tua resenha ,assim como teu blog ,tudo lindo e caprichado !! parabéns!!
    seguindo!! bjs!!
    http://escreverdayse.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir